Samuel Rosa pede criminalização da homofobia e é acusado de racismo

Um internauta se confundiu e afirmou que o Skank lançou a música ‘Macaco Cidadão’

Samuel Rosa pede criminalização da homofobia e é acusado de racismo
Stars Insider

15/02/19 | StarsInsider

Celebridades Redes sociais

O cantor Samuel Rosa, vocalista da banda Skank, se envolveu em uma grande confusão após pedir que o STF (Supremo Tribunal Federal) que criminalize a homofobia. Após uma publicação no Instagram, o artista acabou sendo criticado por um seguidor e decidiu rebater.

"Passou da hora né? Chega!", publicou Samuel pedindo o fim dos crimes contra a comunidade LGBTQ+ motivados por ódio. O seguidor então detonou: “Pra mim tudo isso é frescura. O Skank tem uma música chamada ‘Macaco Cidadão’. Hoje, você chamar uma pessoa de macaco é crime. Então, pra mim, isso tudo não passa de frescura”, disse o rapaz, se equivocando sobre o nome da música da banda Skank. O cantor, então decidiu rebater: “Pacato Cidadão, por favor”, disparou. 

A canção “Pacato Cidadão” foi lançada em 1994 no álbum 'Calango' e é uma das faixas mais politizadas da banda, onde critica as posturas passivas da sociedade, além de tratar de temas como alienação, escravidão, poluição e educação.

Leia Também: BBB19: Polícia é acionada e Leifert faz comunicado sobre acusações de racismo

COMMENTÁRIOS

Campo obrigatório

Não perca…...


As últimas novidades da TV, do Cinema, das celebridades e do mundo da música e entretenimento.

Aceito os termos e condições e a política de privacidade.
Quero receber Ofertas Exclusivas de parceiros (publicidade)

Pode cancelar a subscrição a qualquer momento
Obrigado pelo seu registo